Deu ruim: quando o Ponto Frio virou uma fria

Apesar de existirem sites específicos para os consumidores registrarem reclamações, vou compartilhar com vocês algo muito chato que aconteceu nos últimos dias, quando o Ponto Frio (Ponto Fria, para os mais íntimos) cancelou a entrega do meu guarda-roupa e me deixou com cara de tonta, falando sozinha e de mãos atadas.

Há uns 5 anos eu, toda caipirona e cheia de medo “das modernidades”, fiz minha primeira compra pela internet. Como vocês já devem imaginar, comprei uma Melissa. Naquela época as lojas virtuais queriam ganhar território, então era fácil conseguir frete grátis e boas ofertas. Eu sou a pessoa que mais ama descontos nesse mundo e de lá para cá fui experimentando novos sites, comemorando os acertos e aprendendo com os erros.

Aqui em casa a geladeira, câmera fotográfica, notebook, os móveis do quarto da Lupita, livros, bonecos, sapatos e até roupas foram comprados pela internet… acredito que 80% de tudo que compro vem de lojas virtuais. Vocês já devem ter percebido que essas lojas oferecem preços bem melhores que as lojas físicas. Não é raro encontrar ofertas relâmpago, cupons de desconto, preços mais baixos para quem paga no boleto… enfim, é possível fazer uma pesquisa de preço em poucos minutos e fechar um bom negócio.

Em uma dessas pesquisas encontrei um guarda-roupa do jeitinho que eu quero, com as divisórias iguais (para não ter briga entre o casal) e muitas gavetas. Fiquei vigiando o preço até que o Ponto Frio anunciou uma boa oferta e eu comprei o bendito guarda-roupa em 1x no cartão de crédito. Na fatura de julho veio a cobrança e eu paguei, feliz da vida, porque até 18 de agosto meu guarda-roupa novo chegaria, MAAAAAS recebi um e-mail, cancelando a entrega por “problemas logísticos”.

Na mesma hora eu mandei mensagem no Chat, e-mail, fiz uma reclamação do Reclame Aqui, movi um mundo dizendo que não queria o cancelamento da compra e que preferia esperar o guarda-roupa, mesmo que ele demorasse mais do que o previsto inicialmente. Não adiantou, a loja cancelou minha compra e avisou que vai fazer o estorno no meu cartão, sem juros e correção monetária, na futura deste ou do próximo mês.

Para me deixar ainda mais cabreira, o site continua vendendo o tal guarda-roupa normalmente, porém com um valor 200 reais mais alto. Recebi até aqueles e-mails promocionais oferecendo o mesmo guarda-roupa, dá para acreditar?! É muita cara de pau e desrespeito com o consumidor.

É aquele ditado (modo Inês Brasil, a-ti-var): o barato sai caro. Já consegui descontos ótimos comprando pela internet, porém NUUUUUUNCA mais compro nada no Ponto Frio! E se alguém quiser ler minha história no Reclame Aqui, lá expliquei tudo bem explicadinho (Link do meu barraco).

JULIANA DESMAIADA

Continuo sendo uma entusiasta das compras em lojas virtuais, mas fica o aviso para quem não quiser ter dor de cabeça. Ponto Frio é uma Fria!

Alguém aí já passou por situação parecida? Já levou calote ou recebeu produto detonado? Conta para mim nos comentários! 

Grande beijo!

Hasta la Ju nas redes sociais:

♥ Facebook | Instagram | Youtube ♥

 

Hasta la vista: vestido para amamentar e o aniversário de 3 anos do Blog

Hoje o Blog Hasta la Ju completa 3 anos!!! Siiiim, no dia 1º de agosto de 2013 publiquei minha primeira postagem. Como eu poderia imaginar que chegaríamos tão longe e que em tão pouco tempo minha vida mudaria tanto?! Amo esse cantinho virtual e tudo que ele já me proporcionou. Sou grata à todos que seguem o Blog, gostam dos textos, fotos e vídeos que já publiquei e às lojas que buscaram parcerias, enviaram presentinhos e fizeram dessa melisseira uma pessoa mais feliz. Ah, e se não fosse o Blog eu teria apenas meia dúzia de fotos desses últimos 3 anos, então espero voltar com tudo para que esse seja o melhor ano do Hasta la Ju (porque com a nascimento da minha Lupitinha, esse já se tornou o melhor ano da minha vida), pelo menos até agora…

Como eu contei aqui, com uma bebê tão novinha em casa não foi possível me dedicar a nada que não fosse ela, mas passados os dois primeiros meses, acredito que ganhei uma companheira para as blogueiragens.

Look marisa 4

Por estar amamentando em livre demanda, o que inclui dar de mamar em lugares públicos, eu precisei comprar algumas roupas que permitissem liberar os tetês sem ter que ficar pelada. Geralmente uso calça jeans, camiseta e uma echarpe, mas gosto muito de vestidos e fiquei super feliz quando encontrei esse, de corações e flores, na Marisa. Ele custou R$39,90, é fresquinho, tem botões na parte do busto e  duas tiras de pano para deixa-lo acinturado.

Look marisa 2

Algumas roupas são a nossa cara, né? Esse vestido segue a linha exata dos vestidos que eu mais gosto do meu guarda-roupas. Me sinto muito bem com ele.

Look marisa

Depois de quase 1 ano  sem tingir e sem cortar os cabelos, finalmente, tomei vergonha na cara e fui ao salão! O degradê que se formou entre meu tom original (loiro escuro sem graça) e o que sobrou do meu (amado) ruivo acobreado me deixava incomodada, mas o cabelo cresceu tanto que isso não me desagrada mais, acho que ficou até harmonioso. Eu estava com uma juba feroz e optei por um corte da altura dos ombros. Adorei o resultado e a leveza que o novo corte deu ao meu cabelo. Estou pensando em fazer luzes loiras, mas não me decidi ainda…

Look marisa 3

Nos pés eu usei a Melissa Ultragirl Cat, o meu modelo preferido de Melissa. Por mais que eu esteja quietinha sobre Melissas, comprei várias da última coleção (Dance Machine) e continuo apaixonada pela marca. Como só estava ficando em casa nesses últimos meses não tive muitas oportunidades de usar minhas novas aquisições, mas em breve farei um vídeo mostrando o que tem de novo na minha sapateira.

Loook ultragirl cat

Já que esse é um post que marca os 3 anos do Blog, eu não poderia deixar de agradecer ao Douglas pelo apoio e incentivo incondicionais que recebo. Obrigada por ser meu companheiro divertido, pai da sua versão feminina, fotógrafo, editor de vídeos, maratonista de séries e o meu parceiro preferido de todas as horas. Sem você esse Blog não existiria. Muito obrigada!!!

8

Essa semana vai ter vídeo e em breve teremos novidades no layout do Blog, mas por hoje é só… parabéns para nós!

Grande beijo!

Hasta la Ju nas redes sociais:

♥ Facebook | Instagram | Youtube ♥

Diário de maternidade: os primeiros meses

Há alguns meses, para ser mais exata 2 meses e 3 semanas, venho experimentando ser mãe. O tempo para quem tem um bebê em casa passa de um jeito diferente, então só agora consegui intervalos de “liberdade” para voltar a me dedicar ao Blog.

Olhando as fotos do meu celular e tentando reconstruir na minha memória tudo que aconteceu desde que a Lupita nasceu, percebo que sou mais feliz agora. Tenho o privilegio de ter uma bebê adepta do “deboísmo” em casa, aprendo muito com ela e não canso de admirar e comemorar cada nova conquista, desde um sorrisoo ao ouvir minha voz, olhar para selfie, segurar o chocalho, dar um pum caprichado… tudo merece festa dos pais babões!

d

Nas primeiras semanas em casa eu mal conseguia levantar, então a ajuda da minha mãe, para manter as roupas e a casa em ordem, e do Douglas, para cozinhar e dar banho na Lupita, foram essenciais. Eu era responsável por amamentar, trocar a fralda e vestir aquela bebê magrinha e comprida.

e

Nós recebemos muitas visitas em casa, e se tem uma coisa que a gente adora é casa cheia! De uma semana para outra ela muda muito, então é preciso manter as portas abertas para a galera viver isso junto com a gente.

No começo ela dormia tanto e tão pesado que era até difícil amamentar, por mais que a pega dela fosse boa. As roupinhas RN ficavam enormes, ela sofria com cólicas fortes durante a noite, dormia no berço e era cabeludinha. Eu tenho bastante leite, mas os primeiros dias com o bebê mamando machucam bastante, então usei por quase duas semanas vitamina E e conchas de amamentação para que os bicos respirassem e se recuperassem entre as mamadas.

c

Com o passar das semanas ela foi perdendo o cabelo e ganhando dobrinhas. As minhas dores diminuíram muito, tanto nos seios quanto nos pontos, e começamos a usar Colikids (probiótico indicado pelo pediatra) todos os dias. Ela parou de ter cólicas, começou a dormir bem durante a noite e eu, que não curtia a ideia de cama compartilhada, depois de um super resfriado do Douglas e alguns dias que ela ficou no nosso quarto, tive que dar o braço a torcer e trocar o meu preconceito pela delícia que é acordar com ela do lado, pronta para mamar, sorrir e dizer “angú” fazendo biquinho.

f

Há algum tempo li um texto sobre os primeiros 60 dias com um bebê. O texto dizia que esse é o período mais difícil e que passados os 2 primeiros meses, tudo seria melhor. Pois bem, depois desse período, consegui incluir a Lupita no que seria uma vida normal, com direito a luz do Sol e menos privações. Acho que eu não irei ao cinema, ou a um show tão cedo, mas já estamos conseguindo frequentar restaurantes, lojas e ficar cada vez mais tempo na rua.

13902041_10209406520348961_1312087886_o

A Lupita gosta de experimentar colos e nós tentamos usar da filosofia do “são anticorpos” para não criar paranoias e uma bolha ao redor dela. Já passeamos no Shopping de Campinas, Piracicaba e Santa Barbara d’Oeste, viajamos para Bauru e São Roque, andamos no Sol do meio dia e ela tá aí, cheia de saúde, sorridente, engordando e crescendo.

a

Levamos até bronca do pediatra porque ela engorda entre 45 e 55 gramas por dia, mas vou manter a livre demanda até quando for possível. Logo retorno ao trabalho e as coisas terão que mudar, então uso isso como motivo para viver intensamente cada fase da minha Lupitinha.

b

Quem me segue no SnapChat (usarname: hastalaju) sabe que ela não é um bebê chorão e nem um bebê gorducho, mas que ela é grandona e conversadeira. Vou liberar alguns vídeos no canal do Blog esse mês, alguns deles sobre o que eu aprendi com a minha rotina de mãe em tempo integral.

É bom estar de volta!

Hasta la Ju nas redes sociais:

♥ Facebook | Instagram | Youtube ♥

Diário de gravidez: é chegada a hora… Bem-vinda Lupita!!!

Quem acompanha o perfil do Hasta la Ju no Instagram e no Facebook sabe que a minha bebê nasceu!!! A Lupita veio ao mundo no dia 06 de maio de 2016, às 0h09, com 3,180 kg e 47 cm. Há duas semanas eu tento escrever um diário de gravidez para compartilhar a minha experiência de parto e os primeiros dias após ele, mas com uma recém nascida em casa ficou difícil chegar até o meu notebook…

Nesses 14 primeiros dias entre fraldas recheadas, mamadas e mais mamadas, dores para me movimentar e noites mais ou menos dormidas, deu para perceber que junto com a Lupita nasceu uma família e que nossa vida nunca mais será a mesma, pois a bebê trouxe ainda mais amor, companheirismo e responsabilidades.

32WEEKe

Nas escolas onde trabalho dei entrada na licença maternidade na segunda-feira (2 de maio), pois já estava com 39 semanas + 4 dias e bastante dificuldade de caminhar. Mesmo perto da data provável de parto, eu sentia medo de sair de licença e a bebê demorar mais algumas semanas para nascer.

Na passagem de quarta para quinta-feira (4 e 5 de maio) comecei a sentir contrações. Quase não dormi apesar de elas não serem ritmadas, pois sentia um desconforto parecido com cólicas menstruais que iam e vinham com força. No começo da tarde do dia 5 fui até o consultório do obstetra que fez meu acompanhamento pré-natal e vimos que a bebê estava bem. O médico disse que era importante eu começar a cronometrar as minhas contrações, pois caso elas ficassem mais intensas e com intervalos menores seria a hora de procurar a maternidade.

No caminho para casa (que leva em média 15 minutos) tive 3 contrações monstras, então ao chegar em casa peguei o cronometro do celular, uma caneta e uma folha para anotar o horário e a duração do que era uma cólica bem forte que me deixava sem chão.

No final da tarde, lá pelas 18h30 – 19h00, eu pedi para o Douglas me levar até o hospital porque estava na hora. Pegamos nossas cangalhas, colocamos no fusca do meu sogro e #PartiuHospital. As contrações estavam durando cerca de 1 minuto e meio e vinham com intervalos entre 5 e 2 minutos, mas apesar da dor eu estava feliz que teria minha filha em breve.

32WEEKh

Ao chegar na maternidade eu disse que queria ter um parto natural e a equipe de enfermagem me acolheu muito bem. Fizemos os primeiros exames para monitorar a Lupita e nesse momento eu estava com 3 para 4 cm de dilatação, mas com muito tampão mucoso. Eu e o Douglas ficamos em um quarto onde tomei um banho quente em cima de uma bola, até que o tampão mucoso saiu (parece um catarro, rs). Depois de um tempo no banho eu me senti cansada e quis deitar, foi então que minha bolsa rompeu e descobrimos que havia mecônio (o 1º côco feito pelo bebê) misturado no líquido que vazou. A presença do mecônio é um risco quando o bebê aspira esse material, mas eu tinha informações de que a simples presença dele não seria um motivo para cesariana, então resolvi continuar esperando a minha dilatação aumentar… Por volta das 21h, passei pelo plantonista (por ironia do destino o obstetra que fui assim que descobri que estava grávida, mas achei ele muito “secão” e nunca mais voltei) e ele, ao fazer o toque, disse que eu não tive dilatação desde a hora que dei entrada no hospital e que pela presença do mecônio ele indicava uma cesariana para não por em risco a bebê.

Sai desse encontro chamando ele de “médico cesariento” e determinada a continuar tentando o parto natural, pois as contrações estavam brutas, ia dar certo! O Douglas e as enfermeiras estavam me ajudando muito com palavras de apoio e massagens na lombar.

Eu estava melecando todo o quarto com o liquido cocozento que não parava de vazar, então chegou a hora do terceiro toque. Para minha frustração a dilatação não tinha evoluído nadinha de nada. Eu estava no hospital há 3 horas e até aí minha decisão se mantinha firme em continuar tentando o parto natural, mas ao monitorar o coração da Lupita, os batimentos cardíacos dela estavam muito acelerados (taquicardia) e a enfermeira, que estava me dando o maior apoio sobre minha preferencia de parto, disse que ela poderia estar em sofrimento.

Comecei a questionar se eu não estava sendo egoísta ao insistir em um tipo de parto que parecia não querer acontecer tão naturalmente quanto deveria e fui me conformando com a possibilidade de uma cesariana… eu falava em voz alta “pelo menos foi ela que decidiu a hora certa, a arteira fez até côco…”

Por volta das 23h, depois de pensar bastante, eu decidi que faria uma cesariana! Me senti irritada com essa decisão. A dor (que eu estava encarando de boa) ficou insuportável, pois era como se tivesse sido em vão. A essa altura eu só queria que a Lupita estivesse em segurança.

Após uma espera de 45 minutos, nos prepararam para cirurgia, me deram a anestesia e o Douglas ficou pertinho de mim. Em poucos minutos começaram um puxa empurra na minha buchada que resultou em um choro de recém nascido e vários comentários de “nossa, quanto mecônio! Essa menina estava correndo um grande risco!”, “Meu Deus, tadinha, ela estava sofrendo”, tendo ainda que escutar “se você insistisse mais alguns minutos em um parto normal sua bebê teria aspirado isso tudo e ficaria, pelo menos, 15 dias na UTI”. Tá, beleza, eu já entendi que a galera estava querendo que eu me sentisse culpada por ter demorado para optar pela cesariana, mas cadê minha filha? Foi então que o pediatra trouxe ela para eu olhar, cheirar e beijar. Não pude pegar no colo porque estava toda zuada, mas eita coisa boa ver que estava tudo bem com ela.

primeira foto

Depois de duas longas horas esperando o efeito da anestesia diminuir, fui levada para o quarto. A Lupita chegou logo em seguida, toda banhada, vestida, com laço no cabelo e uma vontade insaciável de mamar. Ela pegou certinho no meu peito, mas mesmo assim fiquei com o bico machucado. Eu e o Douglas estávamos euforicos, quase não conseguimos dormir de tão gostoso que era admirar nossa filha, mas quando o efeito da anestesia passou eu pude perceber que os próximos dias seriam complicados, pois aquele corte da cesariana estava doendo muito.

Minha mãe chegou na manhã de sexta-feira para passar os primeiros dias me dando uma força e curtindo a netinha. Meus sogros e cunhados foram nos visitar assim que puderam. Eu não levei guirlanda, lembrancinha ou qualquer tipo de enfeite para a maternidade. Sou dessas, rs.

Primeiros momentos da Lupita

A promessa era que receberíamos alta na manhã de domingo, mas a Lupita estava com suspeita de infecção e precisou repetir os exames de sangue, então só fomos liberados de tarde.

Pedi que, por precaução, me dessem a receita de um antibiótico, pois várias conhecidas tiveram inflamações graves no pós operatório da cesária, mas não tive sucesso. Seis dias após a cirurgia tive que voltar ao hospital com os pontos inflamados, cheia de dores, para só então começar a tomar o antibiótico.

A amamentação tem sido tranquila. Consegui recuperar meus bicos rapidinho usando concha de amamentação e passando vitamina E no intervalo das mamadas, porém eu ainda sinto dor no local da cirurgia quanto fico muito tempo sentada ou na hora de deitar/levantar. A Lupita teve algumas crises de cólica na madrugada, então parei de tomar leite e comer alguns alimentos que poderiam piorar a situação.

Minha mãe tem me ajudado muito nas tarefas da casa, na verdade o período de adaptação só está sendo tranquilo porque ela e o Douglas me poupam de cozinhar, limpar a casa e lavar a roupa. Queria ver se eu não tivesse essa ajuda… já teria surtado, rs.

Eu não consigo entender quem inventou que a cesariana não dói. Hoje fui tirar os pontos e tá aí outra coisa que dói pra caramba. Para o meu azar a linha estourou e tive que continuar com metade da costura até fazer o retorno com o meu obstetra e ver se será necessário uma mini cirurgia para retirada dos benditos. Posso com isso? O tal plantonista deve ter achado que estava amarrando um espartilho do séc. XIX. Que raiva!!!

Assim que eu tiver um tempinho volto, com o primeiro diário de maternidade, para contar como é ter uma recém nascida em casa. Combinado?!

Grande beijo!

Hasta la Ju nas redes sociais:

♥ Facebook | Instagram | Youtube ♥

Resenha: Mini Melissa Ultragirl + Disney Twins (Loja Flexx)

Faz tempo que eu não posto nada sobre Melissas no Blog, né? Preciso voltar a gravar vídeos para mostrar a prateleira que o Douglas fez especialmente para minhas filhotinhas e também as escolhidas da coleção Dance Machine, mas enquanto isso não acontece quero compartilhar com vocês a alegria que senti ao receber uma caixinha, muito especial, dos correios…

mini melissa

A Loja Flexx, que tem um site recheado de Melissas e lojas físicas em São Vicente/SP, enviou uma Mini Melissa Ultragirl + Disney Twins para a Lupita!!!! Essa Mini Melissa é muito fofa (na minha opinião é uma das mais lindas) e se você está procurando por ela, não deixe de conferir o estoque da Loja Flexx, pois eles ainda tem algumas numerações nas cores: rosa cameo, preto e vermelho.

mini melissa minnie

Além do beijo apaixonado da Minnie e do Mickey, essa Mini Melissa tem o plástico com acabamento fosco e a palmilha estampada com o nome dos personagens e com o símbolo das orelhinhas de ratinho. O fechamento é feito em velcro, então os botões metálicos são apenas para deixar o acabamento ainda mais delicado.

mini melissa minnie disney fecho em velcro

Para as mamães de primeira viagem é um pouco difícil associar a numeração do sapatinho a idade de uso, mesmo porque cada criança cresce em um ritmo diferente, mas as Mini Melissas estão disponíveis do 17/18 ao 25.

mini melissa disney minnie e mickey numeração

Investigando por aí, percebi que a menor numeração (17/18) é usada quando a criança tem entre 8 e 13 meses, período onde as primeiras caminhadas acontecem. É isso mesmo? Assim que eu descobrir na prática, conto para vocês, rs.

Essa Mini Melissa é perfeita, né? Muito obrigada pela surpresa Loja Flexx! Nós amamos cada detalhe <3

Se vocês quiserem conhecer um pouco mais sobre a loja e os modelos de Melissa disponíveis, acessem o site, Facebook e Instagram da Flexx.

Grande beijo!

Hasta la Ju nas redes sociais:

♥ Facebook | Instagram | Youtube ♥

Combo Superbox Baby: higiene e cuidados para o bebê e a mamãe

Esse mês eu entro para o time das mães de primeira viagem e uma das coisas mais difíceis da gestação é organizar o ninho para receber o bebê. Eu já perdi as contas de quantos vídeos assisti no Youtube sobre a Mala da Maternidade (não apenas a que você leva para maternidade, mas a que você vai usar no dia-a-dia), decoração, cuidados básicos, entre outros temas, mas são tantos detalhes, tantas inspirações, que encontrar (e realizar) o que está dentro do nosso orçamento vira um desafio.

Para a higiene do bebê e cuidados pós parto, fiquei muito interessada em adquirir o Combo Glambox Baby (veja detalhes no site da Glambox), onde eles anunciam mais de R$500 em produtos por R$169. É no minimo algo interessante, né?

A Superbox Baby e a Superbox Mamãe também são vendidas separadamente, mas o valor fica maior do que no combo, pois a primeira custa R$99 e a segunda R$89. Então, depois de paquerar bastante os produtos das caixas, ver se o custo beneficio era real e se tudo aquilo era realmente necessário, comprei o combo com as duas caixas e não me arrependi.

A caixa do bebê vem com 16 produtos em tamanho original, no entanto 3 produtos devem ser escolhidos entre as opções abaixo:

glambox baby kit

Eu optei pelo kit com talheres de plástico NUK, copo com bico da Disney NUK e óleo Granado de lavanda por ter produtos que poderiam ser usados no comecinho da vida da Lupita, já que o outro modelo de copo e os talheres de inox são indicados para crianças maiores.

Para completar o time de produtos NUK, há também um mordedor em formato de Lua.

glambox baby

A linha para recém-nascido da Johnson’s Baby traz sabonete liquido, hidratante e lenços umedecidos. Já estão ao lado do trocador esperando para serem usados…

glambox baby3

Eu amei os produtos da Granado. Nunca tinha experimentado nada da marca e o óleo é perfeito! Tenho usado em mim e usarei sem nenhum medo na Lupita. Eles não testam em animais e o cheiro de lavanda é maravilhoso. O talco eu ainda não experimentei, mas parece ser bem fininho.

glambox baby1

Da Giovanna Baby vieram o talco cremoso e o alcool em gel. Eu só experimentei o álcool em gel, que por sinal deixa a mão sequinha e com um perfume delicioso. Já coloquei na mala da maternidade!

glambox

Para escovação dos dentes há escova e pasta de dente para crianças de 0 a 2 anos da Colgate.

glambox baby5

Cotonetes com um formato diferentão, shampoo da linha Dove Baby e creme para assaduras da Bepantol. Os três serão usados, mas o creme para assaduras eu compraria de todo jeito e acredito que será muito útil nas trocas de fralda…

glambox baby4

Para fechar com chave de ouro, a cheirinho de bebê mais manjado e mais gostoso desse mundo: colonia Mamãe e Bebê da Natura. Eu sou fã desse perfume há anos e a Lupita  que não invente de ter alergia, rs.

glambox baby6

Além dos produtos serem bons e apresentarem data de validade bem distante, as caixas são lindas e bem resistentes, podendo ser usadas como organizadores. Estou usando a tampa e a base para organizar os lençóis, sapatinhos, produtinhos reserva e trecos da bebê.

glambox baby7

Na Superbox da mamãe há 5 produtos em tamanho original e 1 miniatura.

glambox mamãe

A bermuda modeladora NUK eu escolhi no tamanho GG porque não gosto de nada super apertado e adorei. Achei o tecido bom e a bermuda é bem alta para não ficar enrolando e segurar a buchada pós-parto, rs.

O creme relaxante para pernas e pés da NUK foi uma decepção. Ele não refresca ou alivia o cansaço em nada, estou preferindo 1000x o gel com mesma finalidade da linha Boti Mammy do O Boticário.

Também estou usando o creme para estrias Boti Mammy, então ainda não testei de verdade o óleo da Nivea. Usei umas 5 vezes, a textura e o cheiro são bons, mas não tenho como opinar sobre os efeitos… pretendo começar a usar pra valer quando meu amado creminho terminar.

A pomada Granado, o protetor Mamare e os absorventes para seios Cremer eu só vou testar quando estiver amamentando… os protetores me deixaram curiosa por serem reutilizáveis e em gel. Fui olhar em uma farmácia e custam em média R$60. Com esse preço espero que façam milagre, rs.

Além desses produtos eu complementei o kit de higiene da Lupita com álcool 70, algodão em bolas e discos, cotonete, cortador de unha, tesoura de unha, escova de cabelo, pente e sabonetes em barra. Acredito que com esse arsenal dá para começar a nova fase da minha vida sem esquentar a cabeça.

Eai, será que eu acertei nas compras? As mamães mais experientes tem produtos para indicar? Toda sugestão é bem vinda!

Falta pouco!!! Grande beijo <3

Hasta la Ju nas redes sociais:

♥ Facebook | Instagram | Youtube ♥

Diário de gravidez: a reta final

A gravidez é uma caixinha de surpresas. Você se sente abençoada pela oportunidade de gerar uma vida, mas ao mesmo tempo assustada por não existir uma receita a ser seguida. Vou contar como tem sido o meu último mês de gestação, mas carrego a certeza de que para cada mulher essa experiência é única

ensaio 38 semanas de gestação0

Com 39 semanas completas posso dizer que a minha gravidez foi muito tranquila. Engordei só 10 kg (eu achei que engordaria muuuuito mais), a pressão não ficou alta nem baixa, consigo dormir a noite inteirinha e não fico acordando para fazer xixi… porém, nesse último mês os meus pés ficam inchados no final do dia, sinto dor nas costas e no umbigo quando ando muito ou subo escadas/ ladeiras e as minhas costelas doem quando a agitação pós refeição toma conta da bebê.

ensaio 38 semanas de gestação

O médico ter dado certeza que era um menino e depois ter visto que era uma menina (saiba mais aqui) foi o mais “minha nossa, e agora?” que tivemos nesses 9 meses. Pode parecer um motivo bobo, mas eu fiquei bem triste logo que essa notícia foi dada e demorei algumas semanas para retomar a alegria em ser mãe. Com 36 semanas eu pedi para o médico dar uma segunda olhada nessa questão do sexo do bebê e mais uma vez ele disse: é menina! Foi nesse dia que eu finalmente parei com a palhaçada, fui no centro da cidade e comecei a me empolgar com a ideia de ser mãe de menina. Comprei escovinha, kit para cortar unhas, lacinhos e coisinhas para o quarto: tudo cor-de-rosa.

Foi com 38 semanas e alguns dias, no final de semana passado (feriadão), e só porque minha mãe e um casal de amigos – Ju e Lucas – vieram nos ajudar (muuuito obrigada!), que, finalmente, conseguimos arrumar a mala para maternidade e decorar o quartinho.

ensaio 38 semanas de gestação4

Nós também demoramos para escolher um nome feminino que fosse apaixonante e chamar a bebê de “bebê” me incomodava muito, mas enfim decidimos e a nossa filha se chamará Lupita!!! O nome não é comum no Brasil, mas procurando sobre ele na internet descobrimos que significa “dos lobos” e que é muito usado como apelido para Guadalupe.

Coincidência ou não, a mãe dessa lobinha é apaixonada por porquinhos e está se divertindo na caça por itens de bebê com esse tema…

ensaio 38 semanas de gestação1

No dia 19 de abril (com quase 38 semanas completas) meus companheiros de escola fizeram uma surpresa muito especial ao presentear a Lupita com fraldas e mimos. Muito obrigada por cada pacote de fralda, meia, roupinha, lacinho, babador, fraldinha, sapatinho… O enxoval tá super cor-de-rosa graças a vocês! Eu me rendi totalmente as fofuras do universo feminino e fiquei feliz e grata por tanto carinho.

ensaio 38 semanas de gestação3

Na próxima semana vou iniciar o meu período de licença. Eu queria continuar trabalhando até a hora do nascimento, mas já não estava conseguindo ir para a escola de noite (ônibus + caminhada de 30 minutos para chegar em casa) e ficava exausta após o período de aulas da manhã. Eu não gosto de ficar parada, mas estava extrapolando.

Agora, com o nome, o enxoval, a mala de maternidade e o quartinho arrumados (vai ter post em breve sobre a decoração!) eu posso reduzir o ritmo e aguardar a hora da Lupita. Pretendo ter um parto natural hospitalar, então não estou sentindo medo ou ansiedade, apenas um desejo muito grande de que eu seja respeitada nessa hora.

O Douglas vai me acompanhar no parto e espero que ele seja forte, me dê forças e ainda tire fotos lindas, hahaha.

ensaio 38 semanas de gestação2

As fotos que usei nesse post são do último final de semana e foram feitas pela minha cunhada Jaqueline (instagram: @olhaphoto).

Logo que tiver novidades venho compartilhar com vocês, mas por enquanto que tal ler os diários de gravidez anteriores?

Grande beeeeeijo!!!

Hasta la Ju nas redes sociais:

♥ Facebook | Instagram | Youtube ♥

Dica: Nomes no Brasil (IBGE)

Que saudade desse Blog! Nos últimos tempos eu estive tão mergulhada nas tarefas da escola (e tentando deixar as coisas prontas para quando a minha bebê chegar), que os dias pareciam não ter 24 horas. Não sobrava um tempinho para mim e, por consequência, para nós!

Estou iniciando o meu período de licença gestante e espero encontrar um tempinho para atualizar o blog com as mil coisas que eu desejo compartilhar com vocês. A primeira delas é uma pesquisa que o IBGE liberou essa semana sobre os Nomes no Brasil.

nomes do brasil ibge

A busca é simplificada e gera dados de fácil entendimento, então é certeza que você vai perder a noção de tempo buscando muitos e muitos nomes.

Eu pesquisei o meu nome e descobri que Juliana é o 6º nome feminino mais comum no Brasil e o 29º nome mais comum se considerados ambos os sexos. Engraçado que a maioria das Julianas nasceram nas décadas de 80 e 90 (eu sou de 1989), e agora a criançada se chama Julia…

Para compensar o meu nome baciado, a minha filhotinha se chamará Lupita e será a 30ª com esse nome em todo o Brasil. Achei que era um nome diferente, só não imaginei que seria tão raro no nosso país. Adorei!!!

Eu achei interessante ver como os dados batem certinho. Minha mãe se chama Iracema, nasceu nos anos 50, no Rio Grande do Sul e tcharan:

iracema

Muito legal, né? Ahhh, e eu ri muito com as variações do nome Douglas. Vocês acreditam que há vários Duglas e Dougalas por aí?

Para descobrir mais sobre o seu nome clique aqui e se divirta!

Hasta la Ju nas redes sociais:

♥ Facebook | Instagram | Youtube ♥

Ovo de páscoa Hora de Aventura 2016: Finn e Jake dançantes

A páscoa está chegando e o Dodo, que me conhece muito bem, mesmo eu estando quietinha com os desejos de páscoa porque a bebê fica doidinha quando como doces, me deu os ovos de chocolate do Hora de Aventura e eu AMEI.

Esse ano os ovos vem com um boneco dançante do Finn ou do Jake. Ambos possuem um mecanismo nas costas que deve ser girado para que os bonecos mexam as pernas. Os braços ficam imóveis e devem ser movidos manualmente.

ovo de páscoa hora de aventura 2016

É possível escolher qual boneco você vai comprar, pois a embalagem apresenta transparência.

ovo de páscoa hora de aventuraovo de páscoa hora de aventura 2016 jake e finn

O encaixe das mãos permite que você gire os braços de um boneco e o outro também se movimente.

ovo de páscoa hora de aventura 2016 jake e finn bonecos dançantes

Os botões giratórios são da versão dançante de 2016, mas coloquei ao lado da versão falante de 2015 para terem uma ideia do tamanho dos bonecos, que continuam com, aproximadamente, 7 cm de altura.

botões dos bonecos hora de aventura

Para dar uma noção melhor de tamanho usei a princesa Jujuba que veio na campanha do Hora de Aventura para o McDonald’s, pois muita gente comprou essa coleção e conhece bem esses bonecos.

bonecos ovo de páscoa hora de aventura

Ainda não consegui gravar um vídeo mostrando a dancinha dos bonecos, mas o movimento é bem bonitinho. Os ovos do Hora de Aventura estão sendo comercializados pela Lacta com preço médio de R$35,00.

Espero que no próximo ano estejam disponíveis mais opções de personagens, porque Hora de Aventura é muito mais do que o Finn e o Jake. Quem sabe uma pelúcia grandinha ou uns agarradinhos bem fofos, né? Mas para quem é fã desses aventureiros, tá aí uma boa opção de presente.

Tenham uma ótima semana!!!

Hasta la Ju nas redes sociais:

♥ Facebook | Instagram | Youtube ♥

Fotos da gravidez: 32 semanas

Olá pessoal, no último diário de gravidez contei sobre a surpresa que tivemos ao descobrir que o nosso bebê é uma menina e comentei que faríamos um ensaio fotográfico ao ar livre.

Quem nos fotografou foi a minha cunhada Jaqueline (sigam o projeto fotográfico dela no instagram: @olhaphoto). Sem frescuras, cenário artificial ou trocas de roupa, mas com alguns elementos que serão da nossa bebê, conseguimos registrar esse momento único em fotos que são a nossa cara.

Escolhi algumas para compartilhar com vocês e pretendemos repetir a dose quando eu estiver com 36 semanas, pois a minha barriga ainda está mixuruca e eu quero fotos com barrigão. Nem preciso dizer que ter o Douglas participando das fotos me deixou muito feliz, pois ele raramente empresta sua formosura para as câmeras.

32WEEKd 32WEEKb 32WEEKi32WEEKh 32WEEK

Tenho assistido alguns vídeos sobre como deve ser a mala da maternidade e percebi que falta muuuuuuita coisa para organizar e comprar. Ganhei várias roupinhas, mas a maioria é tamanho M ou G, então a bebê tá peladinha para os primeiros meses de vida. A saída da maternidade será a mesma que eu usei quando nasci, um casaquinho de crochê, mas acredito que vamos precisar de vários trecos que eu ainda nem me dei conta que serão necessários, mas estou botando fé nos meus instintos maternos e torcendo para que tudo dê certo.

Ainda não conseguimos decidir qual será o nome da nossa menininha, temos os nossos preferidos, mas tá difícil bater o martelo. Ahh, já aviso que Guida está fora de cogitação, hahaha, não insistam!

Grande beijo!

Hasta la Ju nas redes sociais:

♥ Facebook | Instagram | Youtube ♥

1 2 3 4 5 23