Archive of ‘Filmes e séries’ category

Favoritos de 2015: Séries

O ano de 2015 está quaaaase acabando e nessas horas eu me pego resgatando memórias e fazendo planos.

Uma das coisas que eu mais fiz nas horas vagas de 2015 foi assistir séries com o Douglas, principalmente as séries disponíveis do Netflix. Nós temos o pacto de esperar um pelo outro para assistirmos juntos, então quando um viaja, o outro está trabalhando ou as nossas séries acabaram, cada um caça uma série independente e apresenta para o outro. Vai que cola, né?

As vezes acertamos e continuamos juntos, outras vezes a série não agrada e o negócio é insistir sozinho. Sendo assim, vou listar os lançamentos de 2015 que nós assistimos e aprovamos:

Better Call Saul

Better Call Saul

A série se passa em 2002, seis anos antes de Breaking Bad, e mostra como Saul Goodman se tornou um advogado que topa qualquer parada. Better Call Saul tem a dose certa de humor, drama e água de pepino. Super indico, principalmente se você assistiu e gostou de Breaking Bad!!!

Sense8

sense8

Oito pessoas que compartilham visões e podem interagir em lutinhas e momentos de perengue… isso parece legal, maaaaas no começo essa série me causou sonolência e foi por pouco que eu não desisti dela. Cada personagem tem um dom, problemas particulares e memórias. Um depende do outro, então quando as interações se intensificam a série vai esquentando. Tem até umas surubinhas desnecessárias para te deixar com vergonha de estar assistindo aquilo. Estou esperando a segunda temporada 🙂

Demolidor

demolidor

Sabe aquela série que você quer que todo mundo assista? Não dá um pinguinho de sono porque tem pancadaria, reconstrução do passado através de memórias fortes e os draminhas de quem guarda um segredo (típico de um super herói). Os atores são muito bons, e esse Wilson Fisk é um monstrão, minha gente. Isso que é vilão!

Jessica Jones

jessica_jones

“Ai que burra! Não acredito que ela fez isso! Epa, pera… aeeee Jessiquinha!!!”, e as mesmas reações se repetiam até a primeira temporada acabar. Gostei bastante!

12 monkeys

MONKEys

Como toda história que envolve retornos ao passado (nesse caso o passado de 2043 é 2015) para salvar a humanidade, várias cagadas acontecem. É uma adaptação do filme Os doze macacos (1995) e faz algumas referências a ele, mas eu só assisti o filme depois de terminar a série, que deixou um gostinho de quero mais…

Além dessas séries que foram lançadas em 2015, também assisti séries antigas e algumas para dar continuidade… são elas:

séries

The Walking Dead: os zumbis já não são o maior problema e as pessoas ficam loucas para sobreviver puxando o tapete dos coleguinhas. Chega personagem, morre personagem, eu só quero que o Daryl sempre esteja vivinho porque ele é o meu preferido <3

Orange is the New Black: me divirto com as personagens, mas a terceira temporada teve muita enrolação. Eu detesto quando a série cativa os fãs e depois vai avacalhando com temporadas vazias. Dexter me perdeu com essa mania de encher linguiça e The Walking Dead tá por pouco, rs.

House Of Cards: é aquela onde Frank Underwood faz os paranauê para se tornar presidente dos Estados Unidos da América.

Family Modern: um belo dia eu comecei a assistir e gostei da dinâmica da série. Família é família, então é impossível não se ver em algumas situações.

How I Met Your Mother: enrolação, piadinha sem graça, piadinha engraçadinha, e a Lily sendo a mais fofa do universo. Assistimos sem compromisso, mais para tapar buraco, sabe? E para quem acha que essa série pode ser comparada a Friends eu digo: Não, obrigada.

Assistir séries é uma maneira barata e preguiçosa de ter lazer. Para mim, que tenho memória fraca para filmes, ajuda a criar laços com os personagens e mantém a minha curiosidade para as próximas temporadas.

Alguém assistiu essas séries? Tem alguma para indicar? 

Grande beijo e feliz ano novo!!!

Hasta la Ju nas redes sociais:

♥ Facebook | Instagram | Youtube ♥

Dica de filme: Afinado no Amor

Para dar uma movimentada aqui no blog resolvi sempre que puder escrever sobre algum filme que eu gostei de ter assistido com meu namorado (ou seria namorido?).

E para começar esse novo tipo de postagem, eu gostaria de chamar atenção para aqueles atores e atrizes que parece que ao longo de sua carreira, conquistaram uma espécie de crédito com a gente. Você já deve ter sentido isso: é só eles aparecerem no cartaz do filme para a gente querer assisti-lo. Por mais que, muita das vezes, você tenha a percepção de que o filme será ruim, você sempre dará uma chance. Dentre muitos casos em que isso ocorre comigo, Adam Sandler com certeza é um deles. Eu sei o que você deve estar pensando e sinceramente não me importo se as comédias atuais dele não são grandes sucessos de crítica e se ele sempre faz o mesmo personagem em seus filmes. Eu adoro os filmes dele e estou ansiosa para ver o seu próximo lançamento em parceria com a netflix “The Ridiculous 6”.

adam novo filme

E para você ir se preparando enquanto essa estreia não chega, hoje eu falarei de um filme mais antigo dele (um dos meus prediletos), mas que também está disponível no serviço de streaming, que é o AFINADO NO AMOR. É uma comédia romântica que mistura bem um certo exagero cômico com momentos sentimentais muito fofos. Como par romântico do Adam Sandler vamos ter (pela primeira vez na história do cinema) a lindíssima Drew Barrymore. É até estranho e nostálgico (e por que não dizer assustador) ver os dois tão novinhos e perceber como formam um casal lindo (em COMO SE FOSSE A PRIMEIRA VEZ eles estão perfeitos, sempre que passa na televisão eu tenho que assistir).

afinado no amor

O filme foi lançado em 1998, mas a história dele se passa em 1985, e você vai ter como personagem principal o melhor cantor de casamentos da cidade Robbie Hart (Sandler), um cara que quando novo queria ser rockstar, mas com o passar do tempo se contentou em levar uma vida simples, onde a única coisa que realmente importava era se casar com sua noiva Linda (Angela Featherstone – que lembra muito a Elvira, rainha das bruxas). Porém ele acaba sendo abandonado no altar o que lhe faz entrar em uma terrível depressão. Como é uma comédia romântica, obviamente ele se envolverá em uma amizade recuperadora com Julia Sullivan (Drew) que evoluirá para um sentimento muito maior chamado amor… MAS nem tudo na vida é fácil: a tal de Julia está noiva de um outro rapaz…

elvira

Para saber o fim dessa história só assistindo mesmo! Vale muito a pena!

O que eu mais gosto do filme é a trilha sonora maravilhosa baseada nos anos 80, formada por músicas que fazem a gente querer agitar e “botar para quebrar”!!! Entre elas, clássicos como: Spin me Around, Video Killed the Radio Star, Love Stinks, Holiday, 99 Red Balloons… Ah… O Adam Sandler também toca duas músicas compostas pelo personagem dele que são bem marcantes! Uma delas é essa aqui abaixo, onde ele está em um momento depressivo:

Espero que gostem desse filme e aguardo os comentários para saber o que acharam!

PS: Aqui em casa eu, o bebezinho e o Dodo estamos bem. Não tenho dado muitas noticias sobre a gravidez por não ter muitas noticias sobre ela. Eu sinto sono, fome, coceira na pele que está esticando, mas a minha barriga tá bem pequena. Fiz o primeiro ultrassom e sério, foi amor a primeira vista. Muito emocionante ver ele se movimentando e não é certeza ainda, mas pelo visto teremos um piu-piu como acessório de fábrica, rs. Em breve venho fofocar mais com vocês sobre tudo isso.

Beeeeeeeeeeeeeijos!!!

Hasta la Ju nas redes sociais:

♥ Facebook | Instagram | Youtube ♥

Dica: Operação Big Hero (cinema)

Sabe quando alguém te convida para ir ao cinema e o nome do filme não é muito atraente? Então, essa semana assisti Operação Big Hero.

Estava com a sensação que seria uma porcaria estilo Ben 10, mas que nada, a animação é uma das mais fofas e empolgantes que já assisti.

A história se passa em São Fransokyo (mistura de São Francisco e Tokyo), onde 6 amigos gênios em robótica, química, física, programação ou só fãs de revistas em quadrinhos, se unem para lutar contra um vilão que está usando a invenção de Hiro Hamada (menino de 13 anos, o personagem principal) para o mal.

Assista esse vídeo e corra para o cinema!

Eu não vou contar mais detalhes para não estragar as surpresas, mas garanto que é impossível não se apaixonar pelo Baymax, o robô-agente-médico mais fofo de todo o universo.

BIG HERO 6

Operação Big Hero é uma produção da Disney, dos mesmos criadores de Frozen, Enrolados e Detona Ralph.

Alguém aí já assistiu? É uma ótima pedida para as férias!

Beijos!

Hasta la Ju nas redes sociais:

 Facebook | Instagram ♥